Genoma Meta

Genoma Meta é a característica do DNA que abriga a fonte primordial das superhabilidades dos Metahumanos. Acredita-se entre as autoridades no assunto, que o Genoma Meta já existia na sociedade humana a alguns séculos, fruto da velocidade avançada com que o cérebro e corpo humano evolui, mas que permanecia em um estado de Latência. O Genoma é considerado, embora sua latência, como uma mutação adquirida, seguindo a seguinte estrutura:

Mutações adquiridas ocorrem em algum momento durante a vida de uma pessoa e estão presentes apenas em certas células, e não em todas as células do corpo. Estas alterações podem ser causadas por fatores ambientais, tais como a radiação ultravioleta do sol, ou podem ocorrer se um erro é cometido quando o DNA se copia durante a divisão celular. (Dos Estudos do Professor Zackary Dotrientriev, especialista em Genética Meta)

O Evento foi considerado o fator ambiental principal que causou a mutação acelerada e a ativação do Genoma Meta nos humanos.

O estudo da Metabiologia indica que é possível definir com a tecnologia atual se existe o Genoma Latente presente na cadeia, dessa forma, tornando possível o reconhecimento da genética meta em bebês recém-nascidos, com a utilização de uma única gota de sangue. O teste se tornou obrigatório em 1980 junto com a Lei da Classificação e Registro, que obriga qualquer meta a se registrar como tal, adquirindo, além de um CPF e um RG, um CMR ou Cartão de MetaRegistro, que, atualmente, pode conter todas as informações do registrado num único local.

A Classificação de um Meta

Em 1979 foi proposto pela ONU uma forma de classificação geral do nivel de poder de um Meta, para que assim fosse possível medir o nivel de ameaça e os prerequisitos para o combate ante as forças armadas, a classificação se baseava na quantidade de dano possível e na facilidade com que a habilidade poderia ser executada. Apesar de ter caido em desuso oficial no Pós-Guerra, essa classificação tomou as ruas e pode ser comumente ouvida entre os jovens Metas e os Wannabes. Segue a Lista de Classificação:

  • Alfas (α) – Representados pela primeira letra do alfabeto grego, esses metas são os mais comuns e suas habilidades são praticamente nulas. Comumente necessitam de algum “Combustível” para queimarem (E.I: Cospe: Pode cuspir fogo após comer pimenta) ou suas habilidades não passam de capacidades decorativas (I.E: Erguer uma moeda de 5 centavos até 30 cm de sua posição inicial). Nenhum exemplo notável dessa categoria se tornou notório, a não ser o Palhaço TekeTeke, que faleceu em rede nacional dado o extremo uso de suas habilidades.
  • Betas (β) – Os betas são uma evolução direta da categoria anterior, ainda precisam de combustível mas, ou ele é de muito fácil acesso E durável ou suas habilidades quando ativadas possuem uma capacidade de grande estrago (I.E: Soltar bolas de fogo enquanto possuir um anel em qualquer dedo). Habilidades relevantes que não precisem de gatilho, mas que não possuem utilidade direta na interferência com o cotidiano também se encaixam nessa categoria (I.E: Ser capaz de ler os pensamentos superficiais de um alvos a uma curta distância). São Betas notáveis o canadense Dr Hospitalidade , A desinibida atriz vencedora de dois oscars Selina Tavora e o Líder do Supergrupo Nacional da Irlanda O Leprechaun
  • Gamas (γ) – A maior partes dos Supers Registrados e vigilantes costuma recair nessa categoria, que abrange os metas que não precisam de combustível e que tem capacidades poderosas o suficiente para causar algum tipo de caos ou pane em uma cidade pequena ou que possuem habilidade o suficientemente poderosas para parar ameaças de Rank de 4 a 6, normalmente. Os principais integrantes de supergrupos estão presentes nessa categoria, como Elastor, O Corvo e Mestre do Origami
  • Ômegas (Ω) – Os mais poderosos metahumanos são tratados com bastante desconfiança, pois suas habilidades estão além do imaginável. São aqueles que poderiam aniquilar cidades como Nova York com pouca ou nenhuma dificuldade e que portanto são considerados os combatentes de elite do Governo. São obrigados a ficarem sobre vigia caso decidam se desvincular de qualquer conexão governamental que possam vi a ter feito, de modo que não cometam algum crime catastróficos. As mais notáveis personalidades dessa categoria são os integrantes do Supergrupo mundial, as celebridades mais conhecidas do mundo, os Ômegas.

Genoma Meta

Supers Yago Yago